Inflação: o que é e como afeta sua vida?

Inflação: o que é e como afeta sua vida? Você sabia que a inflação tem relação direta com sua situação financeira e seu poder de compra? Para saber mais sobre esse indicador econômico.

Entenda o impacto da inflação na economia global e em nossa vida financeira

Sem dúvida, nossa vida financeira é uma das áreas em que temos maior impacto sobre os outros. Você já parou para perceber que quando temos problemas envolvendo dinheiro, ficamos menos relaxados e mais ansiosos? Portanto, é importante não apenas entender a melhor forma de usar nossos recursos. Mas também aprenda mais sobre conceitos que afetam nossas finanças, como inflação.

Em suma, reduz o nosso poder de compra, aumenta o preço dos bens e serviços sociais e dificulta a obtenção dos vários recursos de que necessitamos para viver com mais conforto.

E aí, gostaria de saber mais sobre inflação, o que é e como ela afeta suas finanças? Venha conferir mais informações conosco!

O que é inflação?

Inflação: o que é e como afeta sua vida? A inflação é o termo usado para se referir ao aumento geral dos preços de bens e serviços em diferentes partes do mercado. Como resultado, a inflação aumenta o custo de vida e reduz o poder de compra das pessoas comuns.

Uma maneira rápida e fácil de entender como funciona a inflação na economia atual é ir ao supermercado todos os meses.

Os produtos na prateleira sempre serão mais caros do que os produtos de 10, 15 ou 20 anos atrás porque são mais caros. Portanto, a inflação também pode afetar significativamente o valor de itens maiores, como aluguel, carros ou bens de longo prazo, como pós-graduação ou mensalidades universitárias.

Esse tipo de aumento de preço não é ruim para o consumidor, nem sempre prejudicial, principalmente quando ocorre em sistema controlado, acontece ao longo do tempo e vem acompanhado de reajuste do salário mínimo para os trabalhadores.

Mas se for crônico e fora de controle, pode causar sérios transtornos aos consumidores ou à economia de um país.

O que causa a inflação?

Fonte: Pexels

A inflação pode ter várias causas, agrupadas em quatro grandes categorias: aumento da demanda por determinado produto ou serviço, aumento ou pressão dos custos de produção, aumento artificial da oferta de moeda e inércia inflacionária decorrente de expectativas inflacionárias.

Por exemplo, à medida que a demanda por um produto ou serviço aumenta, lojistas e comerciantes aumentam o preço de seus produtos para obter lucro, de acordo com a lei da oferta e da demanda.

Depois veio a inflação. Além disso, com a pressão para produzir mais e o custo de produção aumentando, o custo do produto também aumenta, o que reduz o poder de compra dos indivíduos, por exemplo.

Além disso, as causas podem ser classificadas como de curto prazo ou de longo prazo, que aumentam continuamente em um período de meses ou anos para constituir um quadro de hiperinflação, que é uma inflação severa e carregada de efeitos negativos sobre a economia.

Por fim, podemos entender que são muitas as causas da inflação no contexto econômico e é muito comum em nosso dia a dia.

Mas o maior problema gira em torno da inflação descontrolada. Com isso, prejudica a economia do país e do mundo inteiro, desvaloriza as moedas, reduz o poder de compra dos indivíduos, encarece a produção para as fábricas e as fábricas são obrigadas a aumentar os preços.

Como é calculada a inflação?

A inflação é calculada, basicamente, a partir da média de crescimento dos produtos do mercado. Com um peso maior para as commodities, que são os bens ou mercadorias comuns consumidos pela população em geral, considerados essenciais ou importantes para uma vida minimamente confortável.

Por exemplo: se os habitantes de um determinado país gastam, em média, 20% do seu orçamento mensal em alimentos, o crescimento dos preços nesse setor terá um peso de 20% sobre um dos cálculos da inflação naquele determinado local e contexto econômico. 

Sendo assim, podemos entender que a inflação reflete o comportamento financeiro da sociedade, e não necessariamente a economia. Pois a mesma é influenciada pelas ações das pessoas.

Logo, os índices gerais podem não ser os seus índices de inflação, mas, tendo em vista que o seu tipo de consumo pode ser diferente da média do restante da população, poderá entender que o valor será diferente no seu bolso.

No nosso país, existem diversos órgãos responsáveis pelo cálculo da inflação no Brasil. Tais como o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que é responsável pelo cálculo e informações a respeito do IPCA (Índice Médio de Preços ao Consumidor Amplo).

Além de outras empresas, órgãos e entidades, como a FGV (Fundação Getúlio Vargas) e a FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas). 

Por utilizarem diferentes métodos para o cálculo da inflação e índices inflacionários, os dados desses locais podem diferir de um para outro, sendo importante sempre compará-los.

Como a inflação impacta a vida das pessoas?

A inflação afeta de forma significativa a vida dos consumidores. E, na grande maioria das vezes, esse impacto é negativo. Com menos dinheiro circulando no mercado, o consumo também diminui e, assim, as empresas são afetadas, vendendo cada vez menos.

Para isso, muitas vezes, subir o preço das mercadorias é uma das únicas saídas. Logo, as dívidas de pessoas físicas e jurídicas começam a aparecer, assim como demissões e desemprego em geral.

Esperamos que o nosso conteúdo tenha ajudado com as principais dúvidas sobre o assunto. Para mais informações, acesse o nosso conteúdo recomendado abaixo.

A Microsoft e a OpenAI anunciaram recentemente um investimento multibilionário da Microsoft na OpenAI: ChatGPT Bilionários mais repudiados do mundo Criando negócios milionários sem investimento inicial Colecionadores de luxo podem lucrar mais que investidores Investir no exterior: Sua vida financeira global e completa Shorts do YouTube estão prestes a deixar todo mundo rico